terça-feira, novembro 30, 2004

Votação

Esta história é um caso da vida real. Qualquer semelhança entre isto e outros casos de que tenham conhecimento, não é, certamente, coincidência.

Esta semana, aproveitando os meus dois dias de desemprego, resolvi ir tratar de uns assuntos a um Serviço Público Português, no caso, a Conservatória do Registo Predial.

O que eu queria não era nada complicado... não era para comprar nem vender nenhum andar... era, pura e simplesmente, pedir umas informações sobre uma determinada fracção autónoma. Para facilitar a vida aos senhores, até já sabia o número da conservatória, o número da descrição, a letra a que correspondia o andar em questão e a morada completa.

Passei na dita conservatória ontem (2ª feira) às 14:30. Descobri que aquilo fecha às 14... "ah, mas abre às 9 da manhã e não fecham para almoço", disseram-me... ah, ok, então assim já se justifica o facto de trabalharem apenas 5 horas por dia... mas adiante. Voltei lá hoje (3ª feira). Cheguei às 10:30, pelo sim, pelo não e porque ainda queria dar um salto nas finanças. Fui atendido às 12:45. Como aquele é um serviço moderno (o que é que vocês julgam??), está todo informatizado, pelo que me deram o que queria em 5 minutos. Daí salta logo uma questão... se está tudo informatizado, porque é que não posso aceder a esta informação na internet? Posso pedi-la, mas para isso tenho que pagar, e, provavelmente, tenho que me deslocar lá e ficar 3 horas à espera para levantar a dita certidão...

Como era já 1 da tarde, fui almoçar. A seguir ao almoço, fui às finanças... este sim, um serviço público respeitável, que fecha apenas às 17 horas! Pena é que tenha lá chegado às 14:45 e a distribuição de senhas acabar às 14:30...

Resultado, tinha duas coisas simples de fazer (pedir dois pedacinhos de informação) e, ao fim de dois dias úteis, não consegui um deles.

A votação que quero colocar aqui neste blog e que peço que respondam nos comentários a este post é a seguinte:

"Qual é o PIOR Serviço Público Português?"

Bem sei que a escolha não é fácil, mas façam um esforço... além disso, nada vos impede de votar mais que uma vez. Obrigado.

quarta-feira, novembro 24, 2004

Será que somos assim tão tropicais?

Antes de mais esta história é verdadeira...Como alguns de vós, leitores, devem saber, eu vivo em Sâo Miguel. É uma ilha que, apesar de já apresentar alguns indíces de modernidade, a normalidade é algo que tarda em chegar, o que por vezes dá origem a certos casos como este:
Espantei-me ontem quando vi na capa de um jornal micaelense de referência o título "Crocodilos em São Miguel", com a fotografia de um réptil a preencher um terço da capa. Espantado, corri a ler a notícia, embora pensado que fosse algum circo que estivesse na cidade e tivesse deixado escapar um dos seus artistas. A noticia no interior começa com o bonito jogo de palavras "São esbranquiçados alguns e quase pretos outros." Depois adianta: "Quem os viu não ganhou para o susto pelo aspecto e tamanho dos répteis." Reparem bem: Tamanho! Parece que alguém foi fazer uma desratização num armazém e encontrou estes bichos "15 a 20 em aparente estado de hibernação (...) com todo o aspecto de pequenos crocodilos". Ainda por cima, ao ouvirem barulho, acordaram e fugiram "com incrivel velocidade". Bem, informou-se os serviços agrícolas, o departamento de biologia da Universidade e já se fala em praga (de crocodilos!!!)
Calma! há mais! Na edição de hoje, vem uma chamada de atenção: "Notícia de crocodilo no Correio dos Açores: São Tarêntulas (sic) da Mauritânia e praga comprovada". Vamos lá ler a notícia no interior que deve interessar: analisado um exemplar por um biólogo, começa por dizer que é um bicharoco inofensivo, vulgarmente conhecido por...atenção: Osga!
Não sei se seremos uma ilha tropical, mas temos uma imprensa que rivaliza com o Inimigo Público, com a vantagem de não precisarmos de imaginar notícias... Elas de facto acontecem...

terça-feira, novembro 23, 2004

Primeiro passatempo do Sopinha de Massa

Depois de quase um mês de clausura domiciliária, noto que estou mais atento aos pequenos pormenores que me rodeiam. Depois de saber da nova iniciativa do governo de patrulhar as vias de bus em belos e modernos Smarts, não pude deixar de reparar na campanha publicitária que foi desenvolvida para comunicar o feito, presente principalmente nas laterais e traseiras dos ditos autocarros.

O passatempo que vos proponho a todos é o seguinte. Olhem bem para a cara do polícia que surge no cartaz e tentem imaginar o que é raio quer dizer aquele olhar esbugalhado.

Insiram as vossas sugestões em forma de comentário neste post. O(a) autor(a) mais criativo(a) ganha um jantar com o dito agente da autoridade.

domingo, novembro 21, 2004

Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo...à mão

O nosso primeiro-ministro inaugura hoje a conclusão da primeira bíblia portuguesa manuscrita. Uma iniciativa da Sociedade Bíblica Portuguesa que, durante 3 fins de semana levou milhares de devotos a contribuir para a iniciativa ao longo dos 22 distritos do pais. Santana Lopes congratulou a ideia do projecto prometendo estender este conceito à vida política portuguesa. Depois do fiasco da tentativa de informatização do processo de colocação de professores, tudo no governo será feito também à mão no futuro.

No final da cerimónia, Santana Lopes, numa clara tentativa de cristianização do estado, dedicou passagens da bíblia a todos os seus ministérios, para que estas os iluminassem e conduzissem ao caminho da verdade. "Venha a nós o vosso reino" passa a ser o mote do ministério das finanças; a passagem "Tomai e comei todos" foi dedicada ao ministério da defesa que, imediatamente, passou a ser usada como lema das forças especiais de intervenção; ou "Perdoai-lhes Senhor que eles não sabem o que fazem" para o ministério da educação.

sexta-feira, novembro 19, 2004

Aterragem de Emergência

Hoje de manhã ouvi nas notícias:

"Um avião teve que fazer esta noite uma aterragem de emergência no aeroporto da Portela, tendo originado um ferido grave."

Vim depois a saber que o ferido grave tinha sido causado à saída do avião... perguntei-me como... das duas uma: ou a pessoa em questão confunde a direita com a esquerda e quando a hospedeira disse para usarem a porta da esquerda do avião, saiu pela porta errada, falhando a manga de emergência ou então ninguém a apanhou à saída do "escorrega".

quinta-feira, novembro 18, 2004

Alta Autoridade para a Comunicação Social

Desde o caso “Marcelo” e agora com o caso “Orelhas” que muito se fala da AACS e como tal acho que é a altura certa para questionar a existência deste órgão.
Embora criado através de imposição constitutiva (Artº 39º da Constituição da República Portuguesa) continua na dúvida a sua verdadeira função e finalidade dos seus pareceres.
Por exemplo pegando no “dossier Marcelo”, após uma deliberação em que é provada a existência de pressões externas quais são as consequências:
- Será que vão obrigá-lo a continuar a sua crónica semanal no telejornal, mesmo contra a sua vontade?
- Ou será que vão chamar o Paes do Amaral e dão-lhe umas valentes reguadas por ter sido mauzinho? Ou pior ainda, uma repreensão escrita que tem de ser devolvida com a assinatura do encarregado de educação?
- Ou apenas serve para informar toda a comunidade e evitar infindáveis discussões e conspirações?
Seja como for e seja lá para o que servem, este governo tem o inegável mérito de ter posto esta gente a trabalhar.

quarta-feira, novembro 17, 2004

Portuguese Kill You Better

Um estudo recentemente publicado pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto demonstrou a existência de Dialdrina nas marcas SG Ventil e o SG Filtro. Trata-se de uma substância altamente cancerígena que, segundo este estudo, se encontra presente num pesticida utilizado nas plantações de tabaco das referidas marcas. A Directora de Marketing da Tabaqueira Nacional já respondeu a esta notícia, revelando ser este o elemento de diferenciação do seu produto neste mercado, face à forte concorrência das príncipais marcas internacionais a operar no nosso país. Acrescenta ainda que "tendo o tabaco mais de 4000 substâncias nocivas à saúde, torna-se difícil distinguir o nosso produto da concorrência. Tal como o bífidus activo trouxe novos horizontes ao mercado dos iogurtes, acreditamos que a Dialdrina irá colocar a marca SG no top-of-mind do fumador português, podendo mesmo tornar-se, em menos de 5 anos, uma referência incontornável para o cancro do pulmão em Portugal."

terça-feira, novembro 16, 2004

..pede para mijar e sai!!

Sempre que posso, tento preencher os meus fins-de-semana com um pouco de cultura (um pouco para tentar contrabalancar o embrutecimento dos 5 dias anteriores).
Aconteceu-me desta vez ir parar a uma cadeira de Teatro!! :)
(e não, não era uma cena pseudo-intelectual, era uma peça simples, afinal 5 dias de luta fazem muitas baixas nas valentes mas inaptas celulas cinzentas!)

Apagaram-se as luzes,
ouviram-se as pancadinhas NO Moliere,
e mesmo antes de se iniciar o 1º monologo..começaram-se a ouvir (ainda que bastante timidas)as 1ªs tosses!!!
No final do monologo, já se escutava claramente uma Orquestra Completa de tosses!! Elas vinham da Plateia, dos Balcoes, they were everywere!! Mas nao se pense que eram "tosses de doença"..não, eram tosses que diziam entre outras coisas "foda-se que isto começa bem!Um velho a disparatar p'ras paredes." ou "se tossir ninguem percebe que fui eu que dei o traque" ou "hé mén, tenho de enviar um SMS para darem banho ao cão"..Sobretudo eram tosses incomodadas porque o espectaculo tinha começado e já durava para lá dos 20 minutos (tempo normalmente dispensado a ver os compactos da Quinta dos Famosos). A certa altura descobri um padrão nas tosses e estava mesmo convencido que havia quem estivesse a trocar mensagens secretas em Tosse-Morse. Mas depois percebi que era um duelo para ver quem era o ultimo a tossir!!..FOI MUITO MAU!!!

Estou mesmo convencido de que houve quem tivesse esperarado semanas, meses, anos, uma vida, para poder tossir na cara do Ruy de Carvalho e dizer que o gosta muito de o ver naquela serie com o cão da SIC.

Revolta-me solenemente este desrespeito!!..se não se querem recompor fora da sala, então enfiem um lenço pela goela para abafar o som!!

Esta falta de Sensibilidade Revolta-me!!
Revolta-me ter-me custado tanto a adormecer depois de um Vinho tão bom..

quarta-feira, novembro 10, 2004

ultimas sobre Arafat

Muito se tem especulado sobre o estado de saúde do líder palestiniano recentemente internado no Hospital Militar nos arredores de Paris. O "Sopinha de Massa" contactou fontes próximas de Arafat que garantem que o seu internamento se deveu a uma operação cirúrgica a um joanete. Um problema aparentemente inofensivo, mas que neste caso, poderá ter repercussões políticas muito graves. Estando prevista uma imobilização do seu pé direito por um período não inferior a trinta dias, o líder palestiniano poderá ter de arranjar meios altarnativos para expulsar os israelitas do médio-oriente sem ser ao pontapé.

quinta-feira, novembro 04, 2004

Um mundo ficou emBUSHado com as últimas eleições

Só mesmo no país onde os filmes se misturam com a realidade é que podia acontecer esta “cowboiada”. O mundo por seu lado, continua sereno a assistir.

Força Teresa, o mundo há-de ser teu!

QUESTÕES DO FORRO INTIMO

Esta é uma daquelas questões que há muito vive e agita o meu âmago, sobre o qual já me debrucei sem nunca ter conseguido obter uma resposta satisfatória. No fundo, este é o santo Graal de todas as questões:
- Porque será que os forros dos casacos de homem não têm cores sóbrias, ou até mesmo apenas uma cor?
Desenganem-se aqueles que pensam que apenas as lojas de baixo preço é que o fazem; para optimizar o custo do seu produto, optando por colocar tecidos muito baratos para o forro dos seus casacos. As lojas de topo também são fiéis adeptas dessa doutrina.
Se um dia encontrar o Sr. Armani irei perguntar-lhe porque será que coloca um forro com cornucópias amarelas num fundo verde, num fato totalmente preto de cerimónia que custa mais de 1.500€.
Por vezes algumas marcas (com menos acessos ao submundo dos tecidos horripilantes), forram o interior dos seus casacos com uma cor que realmente condiz com o exterior, mas depois dão um pequeno ar de sua graça nas mangas, onde colocam um “bonito” anotamento do seu “bem precioso”.
A única explicação plausível que encontro para tal fenómeno é que a totalidade da indústria está a reciclar, para o bem do planeta, o enorme guarda-roupa dos anos 70 de Sir Elton John.
“Oh Almerinda, traz-me aí aquele casaco cor-de-rosa choque com bolinhas do senhor Elton, para eu forrar as mangas deste blaser castanho”.
Se calhar o forro não é mais do que uma forma de cada um de nós expressar a sua individualidade, o seu lado mais arrojado e louco, o seu verdadeiro EU, pois por detrás de um simples e comum fato cinzento, pode muito bem se esconder um louco de forro verde alface com riscas azuis.